O papel do datacenter virtual na estratégia de uso da nuvem

O papel do datacenter virtual na estratégia de uso da nuvem

Muitas empresas definem um planejamento de uso da nuvem mas acabam desistindo de implantá-lo devido às dificuldades de migrar sistemas e gerenciar a infraestrutura.

Toda iniciativa de crescimento hoje em dia depende, de alguma forma, do uso da computação em nuvem. Afinal, este é o ambiente ideal para implantação ágil, e com custos flexíveis, de sistemas que dão suporte à expansão dos negócios.

Como constatado pela Deloitte em uma pesquisa com 50 CIOs, os entrevistados esperam ver a proporção das aplicações em datacenter local cair de 59% em 2019 para 38% em 2021, uma redução de 41%. Além disso, eles avaliam que a proporção de uso da nuvem crescerá de 23% para 35% no mesmo período.

Contudo, algumas aplicações criadas para rodar em servidores individuais, não podem ser migradas facilmente para a nuvem. Os seus códigos teriam que ser refatorados, e esse é o principal motivo pelo qual muitas empresas continuam a arcar com os custos de um datacenter próprio.

A solução de datacenter virtual da CentralServer resolve esse dilema ao permitir a implantação de máquinas virtuais (VMs) compatíveis com aplicações como SAP, Totvs, Oracle, Senior e Sankhya, entre outras. Os servidores são implantados em uma infraestrutura de grande porte que oferece energia, refrigeração e conectividade redundantes; e são gerenciados através de um console de autosserviço.

Nuvem privada e multicloud

Além de facilitar a implantação das aplicações, o datacenter virtual é baseado na tecnologia VMware Cloud e inclui uma série de recursos para automação, monitoramento, backup, segurança e recuperação de desastres, funcionando, efetivamente, como uma nuvem privada.

Também permite a integração com as nuvens públicas, como AWS e Azure, para formação de ambientes multicloud. A vantagem, nesse caso, é que o cliente pode extrair os melhores benefícios de cada ambiente, sem correr o risco de ficar preso a um único provedor de infraestrutura.

Controle de gastos

Uma das principais dificuldades dos gestores de TI é controlar e otimizar os gastos com a nuvem na medida que novos sistemas e aplicações vão sendo implantados.

Como o Gartner apontou em um relatório recente, muitas organizações enfrentam dificuldades para fazer estimativas precisas dos custos da computação em nuvem. Como resultado, a gestão financeira costuma ser esquecida até que os gastos estejam fora de controle.

O datacenter virtual da CentralServer permite essa previsibilidade com a contratação do pool de recursos, ou CloudPool. Nessa modalidade, o cliente define previamente as quantidades de CPU, memória e disco a serem alocadas para seus cloud servers. O faturamento ocorre com base nesses recursos pré-definidos.

Adicionalmente, a nossa ferramenta de análise de custos permite identificar com facilidade a origem e estimar os gastos mensais com as cargas de trabalho na Amazon Web Services (AWS).

Suprindo a carência de habilidades

É fato conhecido que a crescente demanda pelo uso da nuvem nas empresas tem resultado em escassez de mão de obra especializada no mercado.

Um estudo do Uptime Institute analisou esse cenário e mapeou os principais skills necessários para os profissionais de TI manterem sistemas na nuvem. A lista inclui itens como: projeto de infraestruturas virtualizadas, gerenciamento de cloud, inteligência artificial, machine learning, análise de dados e segurança da informação.

O datacenter virtual da CentralServer ajuda a preencher essas lacunas. O nosso serviço libera o cliente de toda a operação da infraestrutura em nuvem e ainda inclui suporte técnico e SLA de atendimento.

Além disso, auxiliamos na implantação de tecnologias como microsserviços e containers, permitindo que a equipe do cliente mantenha o foco nos negócios enquanto conta com o apoio de um parceiro especializado.

Fale com um de nossos especialistas e descubra como extrair os melhores benefícios da computação em nuvem.

Juliano Simões
CEO da CentralServer

(Visualizado 1 vezes, 1 vezes visualizado hoje)