Data center interno ou virtual? O que é mais vantajoso para minha empresa?

Data center interno ou virtual? O que é mais vantajoso para minha empresa?

Provavelmente, você já deve ter ouvido falar sobre os tipos de infraestrutura de TI, certo? Seja na nuvem ou uma infraestrutura física, ambas têm a sua devida importância e, com a preocupação cada vez maior com a otimização das operações, conhecer a diferença entre elas pode ser fundamental para fazer a escolha certa.

Manter a infraestrutura de TI mais adequada às necessidades do negócio é um dos quesitos mais importantes para as empresas, pois ela contribui diretamente para a competitividade do negócio e pode ser a grande responsável pelo seu sucesso.

Hoje, a infraestrutura de TI é encarada como uma estratégia de negócios pelos recursos e benefícios que proporciona. Mas você sabe qual é a diferença entre elas? Melhor ainda, você sabe qual é a melhor solução para a sua empresa?

Para responder a essas e outras perguntas, preparamos um post especial para você. Confira!

Diferença entre data center interno e data center virtual

De forma simples, no data center local a infraestrutura física é mantida pela própria empresa. Ou seja, depende de espaço físico para alojar seus próprios equipamentos, como servidores, sistema de ar-condicionado, no-break, cabeamento, roteadores e switches. Além disso, o ambiente requer mão de obra especializada para ser mantido, seja equipe interna ou terceirizada.

Neste caso, as operações comerciais e gerenciais são centralizadas em hardwares e softwares adquiridos e controlados pela empresa — o que demanda uma grande atenção do departamento de TI.

Por outro lado, uma infraestrutura de data center virtual (DCV) depende apenas de uma conexão com a internet, o que libera a equipe de TI para atuar na configuração, operação e monitoramento dos recursos online, permitindo maior foco nas atividades estratégicas da empresa.

A responsabilidade de manter a infraestrutura física do DCV fica a cargo do procedor de computação em nuvem, que cuida das atualizações e manutenções de hardware e demais sistemas de forma contínua.

Para quem ainda tem dúvida sobre qual tipo de infraestrutura de TI é mais vantajosa, listamos abaixo algumas das principais vantagens e desvantagens do data center interno vs. o data center virtual.  

Vantagens e desvantagens da infraestrutura interna

Vantagens

  • centralização das informações e operações do negócio em um local fixo e de domínio próprio;
  • a infraestrutura física não é compartilhada com outros usuários, aumentando o poder de controle sobre as características do ambiente;
  • a empresa depende menos de conexões com a internet, e o sistema fica acessível aos usuários internos enquanto a rede local estiver estável e intacta.

Desvantagens

  • a infraestrutura interna facilita o acesso de pessoal não autorizado aos dados e sistemas;
  • manter um data center local tende a ser mais caro, quando se consideram os investimentos em equipamentos e mão de obra, e exigir um grande esforço para equilibrar o orçamento;
  • o tempo gasto com cotação, compra, instalação, configuracão e manutenação de equipamentos e softwares é elevado;
  • se um servidor queimar ou tiver outro tipo de defeito, todas as informações podem ser perdidas ou levarem um longo período para serem restauradas; 
  • a capacidade de armazenamento e de execução de tarefas é limitada, exigindo investimentos em expansão para sustentar o crescimento do negócio.

 

Vantagens e desvantagens da infraestrutura na nuvem

Vantagens

  • agrega mobilidade aos dados para serem acessados de qualquer lugar e horário, sem a necessidade de estar presente na empresa;
  • o negócio ganha agilidade para \crescer sem a necessidade de antecipar grandes investimentos;
  • os custos com TI são consideravelmente reduzidos, uma vez que não precisará mais de espaço, equipamentos,  softwares próprios e equipe dedicada para manter a infraestrutura funcionando;
  • os servidores hospedados na nuvem são constantemente atualizados, mantendo o sistema sempre seguro e com o melhor desempenho possível;
  • as chances de você sofrer uma indisponibilidade dos serviços e recursos é consideravelmente menor do que em uma infraestrutura local. Caso necessária, a restauração de backups ocorre em muito menos tempo;
  • a segurança é aumentada pelo uso de firewalls, grupos e zonas de segurança organizadas em camadas e proteção Anti-DDoS.

Desvantagens

  • abrir mão do controle interno e transferir os dados e operações para a nuvem pode ser visto como um grande risco. Para mitigá-lo, é necessário planejamento e o apoio de uma equipe especializada;
  • a mudança pode enfrentar resistência por parte da gestão superior, da equipe de TI ou de colaboradores de outros departamentos, devido às mudanças operacionais. Um treinamento para mostrar na prática as vantagens da computação em nuvem para o negócio pode ser necessário.     

Como escolher entre um data center interno ou um data center virtual?

Mesmo diante dessas informações, muitos gestores ainda ficam em dúvida sobre qual tipo de infraestrutura é mais vantajosa para o seu negócio. Mas nós temos algumas dicas para ajudar você a decidir. Você precisa considerar três fatores principais: as necessidades do negócio, a segurança dos dados e os custos do sistema.

Dentre as indicações do uso da computação em nuvem está a necessidade de suprir o crescimento do negócio, pois essa possui capacidade potencialmente ilimitada, com base nos planos de serviços oferecidos pelo fornecedor.

Além disso, com a virtualização das suas operações, a infraestrutura de TI deixa de ser um peso para a empresa e passa a ser um diferencial para acelerar o negócio.

Resumindo, se a sua organização busca maior segurança, mobilidade, credibilidade, redução de custos e uma forma de crescer sem precisar investir na frente, um data center virtual será mais vantajoso do que manter uma infraestrutura física.

Gostou das dicas? Então confira outros insights sobre o uso produtivo da computação em nuvem no blog da CentralServer!

(Visualizado 2.509 vezes, 1 vezes visualizado hoje)