Qual o papel do gestor de TI como agente de transformação na empresa?

Qual o papel do gestor de TI como agente de transformação na empresa?

Os avanços tecnológicos acontecem em alta velocidade, e as empresas que não estiverem atentas às transformações do mercado correm o risco de ficar para trás — e acompanhar essas mudanças é uma das atribuições do gestor de TI.

Nesse novo cenário, espera-se de um bom profissional que as suas qualidades técnicas e gerenciais estejam bem desenvolvidas. Mas, além disso, o gestor de TI precisa assumir o seu papel de agente transformador: caberá a você mostrar os desafios e benefícios de se transformar a empresa digitalmente.

Quais as responsabilidades e competências que você terá que assumir nesse novo contexto? Como apresentar aos seus superiores as oportunidades de negócios que surgem com essas transformações? Se você pretende exercer um papel de agente de transformação na sua empresa, este artigo foi feito para você. Siga a leitura e confira!

A transformação digital é ameaça ou oportunidade?

Tornar os processos da empresa mais tecnológicos, adotando recursos como computação em nuvem, Big Data, realidade virtual e internet das coisas, parece ser uma boa ideia, certo?

Só que, quando falamos em transformação digital, alguns profissionais de TI menos informados sentem um frio na espinha. Isso ocorre devido ao medo de perder o emprego para a tecnologia, o que é um despropósito.

Pegando a cloud computing como exemplo, o gerenciamento do parque de TI não deixa de existir com a eliminação da infraestrutura local: as tarefas apenas ficam mais rápidas e fáceis, liberando os profissionais de TI de vários processos repetitivos e dando-lhes mais tempo para inovar e pensar em soluções estratégicas para a empresa.

Quais os benefícios da transformação digital?

Incentivar a transição de uma TI tradicional para uma TI mais digital traz diversos benefícios, tanto para a empresa quanto para os profissionais da área. A seguir, listamos alguns deles:

Vantagens para a empresa

  • redução de custos em TI;
  • maior poder de computação e armazenamento;
  • processos mais eficientes;
  • maior flexibilidade para atender às variações de demandas;
  • mais segurança para os ambientes e sistemas;
  • aumento da produtividade do setor de TI;
  • maior competitividade no mercado.

Vantagens para os profissionais de TI

  • mais tempo para inovar e agir de maneira estratégica, focando no negócio principal;
  • mais geração de valor para a empresa;
  • maior destaque no ambiente corporativo;
  • tendência a um maior salário e melhores benefícios;
  • valorização no mercado de trabalho.

Como ser um agente de transformação?

O gestor de TI precisa estar sempre em busca de novas soluções para os negócios da empresa, seja por meio de recursos tecnológicos, seja pelo uso de metodologias inovadoras.

Somente um profissional atento ao mercado e atualizado com as últimas inovações de TI terá a liderança necessária para ser o guia da empresa no seu processo de transformação.

Promover essas mudanças, contudo, pode não ser uma tarefa simples: isso vai depender do contexto e da realidade de cada companhia — empresas mais conservadoras, por exemplo, tendem a impor mais dificuldades nesse processo.

A seguir, elencamos algumas dicas para você se manter firme no seu propósito como agente transformador. Confira!

Adote metodologias inovadoras

É muito comum, especialmente na gestão de projetos, utilizar metodologias para otimizar os processos gerenciais e operacionais. Uma das primeiras propostas do gestor de TI à diretoria deve ser a adoção dessas práticas no próprio setor.

Um bom exemplo é a metodologia DevOps XP (Extreme Programming), que permite ao gestor integrar as equipes de Desenvolvimento e Operações por meio de ferramentas e processos de trabalho que criam um ambiente de ações rápidas e feedbacks instantâneos — o que resulta em menos atrito entre as áreas e ciclos de produção bem mais curtos.

O MVP (Minimum Viable Product, ou “produto mínimo viável”) é outra metodologia que também pode ser considerada: ela se propõe a entregar a versão inicial de um serviço ou produto, atendendo o mínimo das necessidades do mercado. Assim, esse produto pode ser aperfeiçoado com o tempo, por meio dos feedbacks de seus usuários.

Estude a viabilidade das novas tecnologias

Antes de propor o investimento em inovações como a cloud computing, o Big Data ou a internet das coisas, você precisa estudar quais delas são mais pertinentes para promover a transformação digital na sua empresa.

Um serviço de Big Data e Analytics, por exemplo, possibilita reunir dados e analisá-los profundamente. Isso pode mudar não apenas a maneira como a empresa interage com os seus clientes, mas também ajudar a encontrar novos consumidores que tenham o perfil desejado para o negócio.

De nada adianta sugerir a adoção de uma tecnologia sem saber como ela funciona e os benefícios que pode trazer — além de soar como desleixo, o falta de conhecimento não lhe dará argumentos para convencer o alto escalão.

Mude gradualmente a mentalidade dos seus superiores

Se o gestor de TI é o agente, então cabe a ele mudar a mentalidade da diretoria. Mas, se o agente for apenas um membro da equipe de TI, então este deverá convencer o gestor de TI e os demais diretores.

Quando os gestores rejeitam a transformação digital, é necessário encontrar maneiras de convencê-los do contrário — afinal, são eles os responsáveis por guiar a força de trabalho e autorizar novos investimentos.

Às vezes, será preciso ter calma e persistência nessa tarefa. A melhor maneira de fazer isso é apontando os benefícios que essas tecnologias trarão para a companhia e, se possível, mostrando cases de empresas que tiveram ótimos resultados na empreitada.

Procure bons parceiros de negócio

Conseguiu convencer a diretoria a iniciar o processo de transformação? Ótimo! Agora, cabe a você pesquisar o mercado e propor os melhores parceiros possíveis.

Empresas como provedores de nuvem, fornecedores de tecnologias (como Big Data, inteligência artificial etc.) e de soluções de gerenciamento dos serviços de nuvem serão cruciais para que o processo todo seja bem-sucedido.

Ajude a repensar a cultura do setor de TI

Concluída a transformação, será preciso repensar a cultura do setor de TI para montar uma equipe de alta performance — especialmente se os profissionais eram habituados a gerenciar a infraestrutura local. Novamente, caberá a você ajudar nesse processo.

E aí, gestor de TI? Já está preparado para assumir esse papel de agente transformador na sua empresa? Compartilhe as suas visões e opiniões com a gente nos comentários. Até o próximo artigo

Gostou desse conteúdo?

Fique atualizado recebendo gratuitamente nossos artigos diretamente no seu email

(Visualizado 247 vezes, 1 vezes visualizado hoje)